quinta-feira, 30 de julho de 2009

Toshiba Satellite 305 CDS, um velho guerreiro.



Há alguns anos O Marco e a Fátima, um casal de amigos resolveu trocar o notebook, iam aposentar o velho pentium 166 Toshiba Satellite 305CDS e perguntaram se eu queria ficar com ele. Aceitei na hora, primeiro porque estava sem notebook e segundo porque sempre gostei de usar máquina velha com Linux. Passamos algumas histórias interessantes juntos e hoje ele está de férias, prolongadas, é verdade, aguardado o chamado para ser útil de novo.
Leia Mais...
Originalmente tinha 16mb de memória RAM e rodava Windows 98. como queria dar um destino mais nobre a ele coloquei-o debaixo do braço e fui pro Edifício Avenida Central garimpar memória EDO, Consegui um pente de 32MB e o bichinho ficou com poderosos 48 MB. Testei algumas distribuições Linux para coclocar nele, comecei por Debian, que é minha preferida, mas ficou bem mais rápido com Slackware, Depois acabei voltando pro Debian, pela praticidade. Um problema surgiu, placa de rede, ele só aceitava as de 16bits e não consegui encontrar. Recorri a outro amigo o Leandro que me emprestou uma, para eu poder usar o computador. Algum tempo depois vi anunciada uma placa da 3com de 16 bits numa loja da Barra, se não me falha a memória foi o próprio Leandro que me falou dela. Fui lá comprar e ao chegar o vendedor me deu a placa e foi chamar o “técnico” veio o rapaz com sua pilha de CDs de drivers, eu já com o catão PCMCIA espetado e procurando um ponto de rede para plugar o cabo perguntei “A rede aqui tem servidor de DHCP?” a resposta veio ligeira “Sei não é aquela que configura automático” pluguei o cabo e o cara falou toma o cd do driver, quando viu o Firefox já rodando com a página aberta, ficou sem entender e como eu estava com muita pressa não deu tempo de explicar o que era servidor de DHCP, nem sistema operacional.
Foi nessa época que me mudei pro Nordeste e levei junto meu Notebook. Certo, lembra mais a versão completa do Aurélio, mas é notebook e dos bons. Chegando lá estava prestando serviso para uma empresa que configurava roteadores para a Telemar. O resto da equipe também usava notebooks velhos, não tanto quanto o meu mas já com certa idade, todos com Windows98 acessando os roteadores pelo Hyper Terminal. Quando viram eu executando o Slack em modo texto, chamando o Minicom e acessando o roteador ficaram doidos, mas ai alguem falou “é mas se tu queser ouvir uma musiquinha enquanto trabalha não dá né?” Alt F3 mp3Blaster /home/luiz/músicas e pronto voltei pro terminal 2 e continuei trabalhando. Depois configurei teclas de atalho dos principais comandos no Minicom e ficou show de bola.

2 comentários:

Dri Viaro disse...

Oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar bom fds
bjs

aguardo sua visita :)

Dri Viaro disse...

Oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar bom fds
bjs

aguardo sua visita :)

  © Blogger templates ProBlogger Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP